abril 18, 2010

INDIFERENÇA

Indiferente aos vulcões e desastres climáticos, o sol teima em brilhar.
Não quer saber da fumaça de enxofre que repele avião: dispensa comandante para voar acima das nuvens.
Assim a vida segue seu curso reto, oblíquo ou sinuoso.
Se o sol permanece brilhando ou se escondendo no poente é porque a vida é mesmo assim repleta de coisas frágeis ou fortes, difíceis ou fáceis de absorver... mas sempre marcantes. Profundas como as perdas; tão superficiais quanto os ganhos.
Contemplando aquele mesmo sol que brilha, vejo a imagem da vida que foi, daquilo que é, de tudo o que de certa forma somos.
Há um que de esperança no ar porque brilhar é possível. Contudo, se o brilho nos torna indiferentes... se não somos melhores... se não conseguimos chorar diante da alheia dor... se apenas assistimos lá do alto a vida que passou sem nem ao menos tentar ajudar... basta-nos o sol que, indiferente a vulcões e desastres climáticos, teima em brilhar.

9 comentários:

Du disse...

Cris, obrigada pela visita, eu ando afastada dos blogs parceiros há bastante tempo, estou mantendo a regularidade nas postagens do blog em respeito aos assinantes do feed, mas estou distante mesmo, por isso não estranhe minhas ausências!

Beijo, gostei muito desse texto, viu?

Pena disse...

Estimados e Simpáticos Amigos:
O Sol será sempre um Astro-Rei que difunda uma beleza e ternura visível e extraordinária.
VOCÊS têm um valor precioso no que concebem. Um texto precioso de Luz. A VOSSA maravilhosa Luz que nos alumia.
Beijinhos e Abraço de amizade ao Vosso soberbo encanto.
Sempre a admirá-los e a respeitá-los

pena

Sai-o daqui feliz, onde mora a felicidade e ternura.
É fascinante.
MUITO OBRIGADO pela simpatia da VOSSA visita que Adorei. São fantástica.
Bem-Hajam, notáveis amigos de sonho.

Everson Russo disse...

Meus queridos amigos,,, o sol sempre será nosso astro rei.,,nosso guia...uma belissima semana a voces,,,paz e amizade sempre.

Tetê disse...

Olá, amigos... quanto tempo, heim! Foi preciso o vulcão expelir fumaça tóxica! rs...rs...rs... Saudades de vocês! As marcas da dor são profundas e as das alegria superficiais... por que somos assim, heim? Ainda pouco, no rádio, ouvi aquela história do menino que o jacaré ia comer e a mãe o puxava pelos braços. Ele desejou que as cicatrizes das unhas da mãe fossem eternas! Deveríamos, como ele, eternizar as marcas da felicidade! Bom demais vê-los de volta à blogosfera! Bjks Tetê

Leandro Capilluppi disse...

Q bom ve-los por aqui novamente!
#paz

Giane disse...

E ele brilha sempre.
Como Vocês.

Beijos mil, Cris e Mário!!!

Joรıє disse...

nada melhor do que um dia apos o outro...

BeijO

Uouo Uo disse...

thx

كشف تسربات المياة
غسيل خزانات
شركة نظافة عامة

Uouo Uo disse...

thank you

سعودي اوتو

Blog Widget by LinkWithin