setembro 01, 2009

A 70 ANOS ATRÁS

Foto: Wikipédia

..." A decisão de qualquer guerra nem sempre deve ser considerada como um caso absoluto: Muitas vezes o Estado vencido vê na sua derrota um mal transitório, a que as circunstâncias políticas ulteriores poderão fornecer um remédio"...
- Clausewitz -

A 70 anos atrás o mundo assistiu a deflagração da Segunda Guerra Mundial, o conflito mais devastador da história da humanidade no qual ambos os lados cometeram grandes atrocidades como o Holocausto ou o lançamento da bomba atômica.

"Uma morte é uma tragédia, milhões de mortes é uma estatística" dizia o ditador soviético Josef Stalin.

Essa grande catástofre envolveu 72 nações, sendo duas frentes: Os Aliados, capitaneados por EUA, França, Grã-Bretanha e União Soviética; E o Eixo, com Alemanha, Itália - que logo mudou de lado - e o Japão. Foi travada em todos os continentes ( direta ou indiretamente), o número de mortos superou os setenta milhões, um extermínio sem precedentes.

O Tratado de Paz assinado no fim da Primeira Guerra Mundial o " Tratado de Versalhes ", conhecido como uma das causas dessa guerra - deixou a Alemanha humilhada e despojada de suas possessões perante o mundo. Perdeu territórios ultra-marinos na Europa, os exércitos aliados limitaram perigosamente o Exército e a Marinha alemães. E a Alemanha foi obrigada a pagar indenizações pela Primeira Guerra Mundial, o que levou ao rápido colapso da sua moeda e ao grande número de desempregados em massa, uma conjuntura externa caótica e até de desespero, levou Hitler ao poder em 1933. É nesse contexto que o líder alemão de origem austríaca - Fuhrer - do Terceiro Reich, invadiu a Polônia no dia 01 de Setembro de 1939 dando início a grande guerra. Pretendia criar na Europa uma "nova ordem" com base nos príncipios nazistas que defendiam a superioridade germânica na exclusão e posteriormente eliminação física de algumas minorias étnicas e religiosas, como os judeus e os ciganos, assim como deficientes físicos e homosexuais; Na supressão da liberdade e dos direitos individuais, perseguição de ideologias liberais, socialistas e comunistas.

Em uma opinião pessoal, creio que a maior das causas da Segunda Guerra Mundial foi o forte espirito nacionalista alemão usado de maneira muito inteligente por Adolf Hitler e o partido nazista. Entretanto, outros fatores foram também grandes causadores da Segunda Guerra Mundial como o já citado "Tratado de Versalhes " considerado como uma causa de ordem diplomática, e ainda a " Grande Depressão "também conhecida como a "Crise de 1929 "que é considerado como o pior e mais longo período de recessão econômica do século XX. Os efeitos da grande depressão foram sentidos no mundo inteiro e afetaram duramente os EUA e países como a Alemanha, Austrália, França, Itália e Reino Unido. O rompimento do Tratado de Versalhes foi essencial para que a Alemanha recuperasse seu espaço vital, reconquistando assim seus territórios. Em uma visão figurada, causas de origem econômica e política que misturados serviram como ingredientes para o início da segunda guerra mundial, o conflito que mudou o mundo.

A grande guerra terminou oficialmente em outubro de 1945. Os países vencidos reuniram-se em Londres a fim de firmarem as condições de paz. Firmou-se entre eles a divisão da Alemanha, e os nazistas foram julgados pelo Tribunal de Nuremberg.

A Segunda Guerra Mundial colocou em dúvida os méritos do progresso ao se converter em um campo de teste do homem para a sua própria barbárie, chegando as raias da autodestruição.

E relembrando um grande mestre de História que eu tive, faço minhas as suas palavras:


"Aprendemos e estudamos História para sabermos quem somos".

O passado se distancia da memória, mas certas marcas ficam para sempre...vivas nos fragmentos do passado daqueles que viveram uma época e que vez por outra resurgem como peças de um jogo que já não se sabe como montar...Ou nas páginas impressas já amareladas pelo passar do tempo que tão maravilhosamente nos servem de testemunhas de uma história construída pelos homens e sua insaciável busca pelo poder, e ouso dizer: Por si mesmo.

Fontes de Pesquisa:




O Estado de São Paulo

13 comentários:

Everson Russo disse...

Uma aula de historia, parabens, obrigado pela visita,,,otima tarde e abraços fraternos...

Pena disse...

Amigos Notáveis:
A Segunda Guerra Mundial foi talvez uma das maiores calamidades do nosso tempo.
Foram horrores a seguir de horrores, onde os Direitos Humanos foram usurpados e desrespeitados.
Um texto informativo e formativo de fascínio.
Adorei!
Explicaram a sua origem, a sua causa e deslumbraram com a vossa perfeita e sensata opinião pessoal.
Excelente, amigos.
Abraço e Beijos deste amigo que não perde um texto saído do vosso encanto...

pena

Espectacular, não fosse um tema de causar tristeza e usurpação. Violência a todos os níveis.
Parabéns sinceros aos dois.
Fabuloso.

Silvia Gonçalves disse...

Olá...

Olha, queria primeiro parabenizar o texto e a lembrança por momentos tão importantes da história da humanidade...

Fiquei mais impressionada porque hoje, indo trabalhar, ouvi muita coisa, aniversário de artista tal, aniversário de time tal.. e o tão comemorado 99º do Corinthians.. àh.. pára... hoje em dia vemos tanta coisa inútil não é...

Mas hoje, você postou sobre algo realmente importante.. o que faz com que percebamos a diferença em textos com conteúdos verdadeiros... e a importância de tê-los em nosso meio da blogosfera...

Parabéns mesmo e obrigada pelas palavras de memória e aprendizado!!

Abs,
Sil

Giane disse...

Eu peço ao Universo que não permita que algo tão ruim volte a ocorrer a nível mundial novamente. Por que agora com tanta tecnologia envolvida, quantos "segundos" resistiriamos?

Beijos mil!!!

Tetê disse...

Nossa... uma super aula de História! A gente conhece os fatos isolados e com o seu texto deu uma visão ampla do que realmente foi! Obrigada pela visita. Tenho novidades fresquinhas sobre o meu olho. É só pegar carona no link do fim do post! Bjks Tetê

Blue disse...

E que isto fique apenas na história da humanindade. E no lado mais triste e vergonhoso!

Beijos

Tetê disse...

Cris, Mario... obrigada pela visita ao De Olho na Balança! Vou buscando um apoio ali prá ver se não desanimo da RA! Isso do meu olho, desde o ano passado que eu buscava um diagnóstico e não conseguia. Acabou chegando nesse ponto! Eu não sou de me conformar antes de buscar tudo que é possível, mas esgotadas as possibilidades não adianta ficar pelos cantos se lamentando! É esperar em Deus. Não por merecimento pois eu não mereço, mas pela misericórdia divina. Prá Deus não existe impossível! Viu aquele cantinho? É meu "diário secreto"...rs...rs...rs... Só quem for até lá é que irá conhecê-lo e será sempre bem vindo! Bjks e bom feriadão! Tetê

Regina disse...

Olá amigos!

Sem dúvida que as guerras deixaram marcas profundas em nossa história...

Tão triste saber que o homem, dotado de tanta inteligência, a tem usado para o mal...

Busquemos a paz...

Tenham um ótimo fim de semana, bom feriado!

Beijo!

Patty disse...

Como é bom ler vocês. Sempre aprendo muito quando venho aqui.

Cris, tô com saudade de você.


Beijo

Georgia disse...

E eu continuo dizendo: Se essa guerra tivesse tido algum proveito para os povos de hoje, eles nao estariam guerreando.

A Aemanha é um dos primeiros países hoje em dia a se posicionar contra uma guerra; um dos primeiros países a enviar socorro de tudo que é jeito quando qualquer nacao precisa; ou numa guerra ou numa catástrofe da natureza; foi o primeiro país a dizer nao ao Busch quando ele quis invadir o Iraque, mas ninguém fala sobre isso. Preferem continuar crucificando a Alemanha sobre esta Guerra que ela nao fez sozinha; outros países na época a apoiaram, senao ela nao teria chegado aonde chegou. Foi porque ela encontrou apoio que a catástrofe se deu e se alastrou.
Será que somente Hitler foi o louco da história? Acredito que nao. Stalin foi outro.
O que foi a guerra da Iuguslávia? Onde nós todos ficamos sabendo das barbaridades que eles fizeram com as mulheres e os idosos? Cadê que todas as nacoes se juntaram para ir em seu socorro? Nada.
O mundo continua do mesmo jeito: Fechando os olhos e ouvidos para nao ver e ouvir.

Um grande beijo

Nilson Barcelli disse...

As populações aprenderam muito com esta guerra.
Mas à custa de milhões de mortos. Foi uma carnificina sem sentido.
Bom fim de semana.
Abraços e beijos.

@philipsouza disse...

Espero que nao acorde um dia e o mundo esteje assim....nao vivemos sem a natureza...as mudanças estao bruscas e devemos começar por nos mesmos...

abraçao

Leandro Capilluppi disse...

Penso em guerra e sinto muita tristeza por constatar que há muito ser humano inteligente, rico, influenciador, que não consegue dialogar para chegar em um denominador comum. Não consegue abrir mão hoje para colher lá na frente. Lamentável!

Blog Widget by LinkWithin